Auto-Ajuda
Aceitação

Aceitação

Todos os dias ouvimos que temos sempre de fazer mais e melhor. Que temos que ser produtivos, que fazer sempre a mesma coisa impede-nos de evoluir…

Mas e se simplesmente não nos apetecer fazer nada? E se estivermos cansados de estar constantemente a fazer alguma coisa? Somos humanos, não somos máquinas, o nosso corpo tem todo o direito de se sentir cansado. Mas devemos nós sentirmo-nos culpados por não estarmos a ser produtivos?

– Claro que não! Mas então porque é que isto nos acontece? Porque é que sentimos culpa por estarmos parados? Passamos o dia e muitas vezes noites ocupados com os nossos trabalhos, entretidos com os nossos hobbies e quando paramos para simplesmente nos sentarmos e respirar, a culpa aparece.

Mas será que a vida é só estar em constante movimento? – Errado! Qualquer um de nós tem fases na sua vida que faz tudo e mais alguma coisa e se for preciso ainda faz outra coisa em cima, mas também temos fases onde nos falta apetite para tudo, onde a preguiça aparece.

Achei importante trazer este assunto hoje, para chamar a atenção para um padrão que a sociedade está a criar. Hoje vemos em redes sociais e outras plataformas, pessoas que acompanhamos que fazem tudo e mais alguma coisa, e como se não bastasse ainda aparecem lindos e arranjados, a maior parte deles são magros também.

Automaticamente faz-nos ter o pensamento do: “será que eu não devia estar aqui sentado?” “Só eu é que não consigo dar conta das minhas tarefas todas!”

Pensamentos que vão contribuindo para a nossa autodepreciação, para a nossa baixa auto-estima. Compreendo que as vezes o que aparece nas redes sociais seja com a intenção de motivar as pessoas, mas é preciso reflectir sobre o efeito contrário.

Todos nós estudamos ou trabalhámos 8 horas diárias, alguns ainda vão praticar exercício fisico, outros não o fazem mas têm filhos para cuidar, jantar para fazer… Não podemos cobrar de nós mais do que aquilo que conseguimos fazer, até porque hoje em dia vai sempre haver alguém que vem e te cobra alguma coisa. Não precisas de ser tu a cobrar-te a ti mesmo.

O importante é todos os dias fazeres o teu melhor, e se existir algum dia que não consigas, aceita e segue em frente. Amanhã é um novo dia! Se porventura amanhã e depois de amanhã ainda continuares sem vontade de o fazer, aceita novamente. O teu corpo e cabeça podem precisar de descansar, podem precisar de fazer só o que tem mesmo de ser feito. Tenta perceber é se será só mesmo uma fase, caso não o seja aí sim deixa de ser normal e é preciso intervir de alguma forma.

A culpa que as vezes sentimos por termos o nosso merecido descanso tem de desaparecer. A culpa que sentimos por falhar um treino ou por ter dias de descanso para o corpo não pode fazer parte dos nossos pensamentos. A vida é para ser levada com equilíbrio e é importante sermos gentis conosco mesmos.

%d bloggers like this: